MENU

FEM-CUT/SP e sindicatos filiados definem diretrizes para Campanha Salarial 2024

Entidades sindicais têm como principais objetivos garantir as Convenções Coletivas de Trabalho e a valorização salarial dos metalúrgicos

Publicado: 11 Março, 2024 - 12h46 | Última modificação: 11 Março, 2024 - 12h51

Escrito por: FEM/CUT-SP

notice

O Seminário de Campanha Salarial da FEM-CUT/SP – Data-Base de 2024, realizado nos dias 5 e 6, no Instituto Cajamar, marcou o início da construção das diretrizes para as negociações deste ano. A luta pelas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) e valorização salarial com aumento real são os principais objetivos para este ano.

O encontro contou a presença da direção da entidade e dos representantes dos 13 sindicatos filiados. Durante o Seminário, todos os dirigentes sindicais tiveram a oportunidade de participar, através de plenária, trabalho em grupos e dinâmicas, aprofundando o debate sobre o papel da Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM-CUT/SP) e dos sindicatos filiados na vida da categoria.

Os dirigentes também tiveram acesso a dados atualizados pelo Dieese, mostram o perfil dos trabalhadores e também as projeções do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que serve de parâmetro para negociação do reajuste salarial da categoria.

A atividade permitiu, ainda, entender as semelhanças e diferenças enfrentadas pelos sindicatos em todo estado de SP e construir de maneira coletiva o processo que será levado para a Campanha Salarial 2024.

Para o presidente da FEM-CUT/SP, Erick Silva, o Seminário foi bastante produtivo. “Temos um grande desafio pela frente na Campanha Salarial 2024. Vamos buscar de forma firme a construção das Convenções Coletivas de Trabalho, que garantem importantes direitos para categoria, e também a valorização salarial, com aumento real nos salários. Esse encontro nos deu importantes diretrizes para essa luta e serviu para mostrar a unidade dos sindicatos filiados à Federação em torno do mesmo objetivo, que é trabalhar pelos metalúrgicos e metalúrgicas”.

Max Pinho, secretário-geral da entidade, destaca que o compromisso da FEM e dos sindicatos com os direitos dos metalúrgicos e metalúrgicas.

“Nossa representação no Estado de São Paulo é forte e abrange quase 210 mil trabalhadores e trabalhadoras. Os representantes das entidades sindicais filiadas trabalham diariamente na defesa da nossa categoria. A Campanha Salarial é um momento importante porque é quando buscamos, além do aumento do salário, a manutenção e ampliação dos direitos. Toda categoria tenha certeza que podem contar com a FEM e com os seus sindicatos para mais uma negociação vitoriosa”.

Campanha Salarial 2023

Em 2023, a negociação da Campanha Salarial foi marcada pela intransigência das bancadas patronais, que se negaram a conceder a valorização da categoria. O principal argumento dos empresários era de que a situação econômica não permitia reajuste nos salários acima da inflação.

No entanto, os sindicatos filiados, com muita determinação e luta, buscaram a negociação por empresa nas suas respectivas bases e garantiram ganho real nos salários e Acordos Coletivos de Trabalho, com importantes direitos para a categoria.

“A Campanha Salarial 2023 não foi fácil, mas mostrou para os patrões que os sindicatos estão organizados e prontos para mobilizar os trabalhadores em prol de importantes conquistas. Realmente foi um marco fundamental, tanto para o movimento sindical quanto para a categoria”, afirma Adilson Faustino, secretário de Administração e Finanças da FEM-CUT/SP.