MENU

Metalúrgicos da CUT participam de jornada dos povos latino-americanos e do caribe

Jornada de Integração dos Povos, realizada em Foz do Iguaçu, debateu caminhos para fortalecer a integração das lutas populares no continente

Publicado: 28 Fevereiro, 2024 - 13h27 | Última modificação: 28 Fevereiro, 2024 - 13h59

Escrito por: Redação CNM/CUT*

Divulgação
notice
Categoria esteve presente no evento realizado entre 22 e 24 de fevereiro em Foz do Iguaçu (PR)

A CNM/CUT esteve presente na Jornada Latino-Americana e Caribenha de Integração dos Povos, realizada entre os dias 22 e 24 de fevereiro em Foz do Iguaçu, no Paraná. Cerca de 4 mil pessoas de mais de 20 países do continente participaram do evento que marcou a retomada da articulação entre organizações populares do campo e da cidade, sindicais, estudantis e intelectuais, buscando fortalecer processos de integração regional, unidade popular, social e política.

Foram debatidos temas importantes na atualidade, como a crise sistêmica do capitalismo, as ameaças à paz, a soberania dos povos, o contexto político, econômico e cultural da região, além dos desafios da América Latina em um contexto de avanço da extrema direita em nível global.

Representando a CNM/CUT no evento, a secretária das Mulheres do Sindicato dos Metalúrgicos de Belo Horizonte e Contagem (MG), Margareth da Silva Gonçalves, destacou a demonstração de solidariedade ao povo argentino, que vive um governo de extrema direita que persegue os direitos da classe trabalhadora, e também ao povo da Palestina, alvo de um genocídio cometido pelo governo de ultra direita de Israel.

“É importante para nós, sindicalistas, estarmos na Jornada fortalecendo a solidariedade às lutas que estão ocorrendo pelo mundo. Temos, além do cenário da Argentina e da Palestina, a luta pela terra, a luta das mulheres contra o patriarcado e por mais igualdade, entre outras várias lutas”, afirmou Margareth.

Personalidades importantes da política latino-americana e caribenha estiveram presentes nos dias do evento. Participaram do encontro a vice-presidenta da Colômbia, Francia Márquez; o ex-presidente do Uruguai, Pepe Mujica, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macedo; a ministra da Secretaria da Presidência da Bolívia, Marianela Prada; a deputada federal pelo Paraná e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann; o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Enio Verri; além de parlamentares e representantes de organizações populares. 

Ao final da tarde da sexta-feira (23), as organizações participantes da Jornada de Integração dos Povos aprovaram a “Carta aos Povos Pela Integração da América Latina e Caribe”, documento que apresentou a síntese das discussões do evento e apontamentos para o avanço da integração dos povos da região.

*Com informações do Brasil de Fato, MST e do site oficial da Jornada